Segurança Pública em Itaocara é debatida entre autoridades e moradores

Entre os assuntos abordados estavam as blitzes e o método de apreensões de motos, que chamou a atenção de vereadores e juristas
(Fotos: Seylor Ornellas/ Folha Itaocarense)
   Aconteceu nesta quarta-feira (12) o primeiro café comunitário realizado em 2017 no município de Itaocara pela Polícia Militar em parceria com a Prefeitura, junto à Guarda Civil Municipal. No auditório da Prefeitura, diversos representantes da Sociedade Civil e autoridades do 36º Batalhão de Polícia Militar puderam debater sobre a segurança pública no município, expondo os problemas e apontando as possíveis soluções.

   Abrindo a reunião, o tenente-coronel Leonardo Queiroz, comandante do 36º BPM, disse que dará continuidade ao trabalho realizado pelo batalhão. "Não encontrei nenhuma irregularidade, ou nada que precisasse ser sanado. Serão pequenas adequações para atender uma demanda mais específica, como festas do município, que precisarão de um trabalho nosso mais intensificado", informou Queiroz. 

   Manoel Faria destacou o trabalho da Polícia Militar e a importância da voz da população ser ouvida. O prefeito também sugeriu a aproximação com os produtores rurais. Ainda a respeito dos produtores rurais, o vereador Jaderson questionou as blitzes, que muitas vezes acabam apreendendo veículos usados para aquecer a economia do município, como no transporte de leite, legumes, frutas e verduras. Além do vereador, um jurista também questionou a legalidade das operações para apreensões de veículos, o alto valor do IPVA, ficando inacessível para várias famílias que dependem do veículo para trabalhar, e a dificuldade em agendar a vistoria veicular.

   O Secretário de Educação, Marco Aurélio Guerreiro abordou o tema das drogas, principalmente entre alguns estudantes do município. O assunto das drogas foi reforçado pelos presidentes de associações de moradores de bairros carentes da cidade. Segundo eles, os principais afetados pelas drogas estão sendo os jovens, levados para o mundo do crime devido à falta de cultura, impedimento na entrada do mercado de trabalho e à legislação que o mantém impune de delitos cometidos.

   Entre uma das soluções para o uso de drogas entre os estudantes está o Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD). Alguns temas em relação à segurança pública nas escolas serão debatidos novamente na reunião do Conselho de Segurança Escolar, na próxima segunda-feira, dia 24.

   Também estiveram presentes na reunião o vice-prefeito de Itaocara, Roberto Arêas; o subcomandante do 36º BPM, Major Rodrigo; o comandante da Companhia de Polícia Militar de Itaocara, tenente Carvalho; o comandante da Guarda Civil Municipal (GCM) de Itaocara, Adriano Piau; o subcomandante da GCM Itaocara, Alex Campos; e os vereadores Ângelo Patrinieri, Beto do Papagaio, Fábio Câmara, Jaderson Aleixo e Max Azevedo.

Compartilhe

Notícias Relacionadas

Próxima
« Seguinte
Anterior
Anterior »

Itaocara em Foco