Passeata pelo centro de Itaocara lembra o Dia Nacional da Luta Antimanicomial

Pacientes percorreram algumas ruas da cidade para lembrar a Luta Antimanicomial
Pacientes e funcionários do CAPS promoveram campanha no centro da cidade (Foto: Seylor Ornellas/ Folha Itaocarense)
   O Dia Nacional da Luta Antimanicomial foi lembrado nesta quinta-feira (18) com passeata em Itaocara. Cerca de 30 pessoas, entre pacientes e profissionais de saúde saíram em caminhada pelas ruas Sebastião da Penha Rangel e Coronel Pita de Castro, terminando no Calçadão do Centenário. Com faixas, cartazes e até uma moto de som, eles pediram mudanças no tratamento de pessoas com transtornos mentais e o fim dos leitos de internação nos manicômios.

   Ao longo da semana o Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS) esteve promovendo atividades para conscientizar a população sobre a Desinstitucionalização dos Manicômios. Nesta manhã, pacientes distribuíram panfletos à pedestres no Calçadão. 

   O CAPS de Itaocara também realizou um evento exclusivamente para os paciente na última terça-feira (16) na própria sede, no Florestal. Na festa para celebrar Luta Antimanicomial, os usuários dançaram e se divertiram com música ao vivo.
Pacientes percorrem a Rua Frei Tomás em passeata pela Luta Antimanicomial (Foto: Seylor Ornellas/ Folha Itaocarense)
Movimento

  Instituído em 18 de maio de 1987, o Dia Nacional da Luta Antimanicomial foi criado sob o lema "Por uma sociedade sem manicômios" apostando na Reforma Psiquiátrica Brasileira. Hoje, o Movimento da Luta Antimanicomial faz lembrar que, como todo cidadão, os portadores de distúrbios mentais têm direito fundamental à liberdade, o direito de viver em sociedade, além do direito de receber cuidado e tratamento sem que para isto tenham que abrir mão de seu lugar de cidadãos.

Compartilhe

Notícias Relacionadas

Próxima
« Seguinte
Anterior
Anterior »

Itaocara em Foco