Católicos celebram dia de Santo Antônio

Somente em Santo Antônio de Pádua, município que leva o nome do padroeiro, há duas paróquias em em devoção a Santo Antônio
Igreja de Santo Antônio, no Centro de Santo Antônio de Pádua (Foto: Arquivo/ Folha Itaocarense)
   O dia 13 de junho é dia de festa para os católicos devotos de Santo Antônio no Brasil e no resto do mundo. O santo é padroeiro de municípios como Santo Antônio de Pádua, que leva seu nome, e de Miracema, que já levou seu nome até 1883, quando o então distrito se chamava "Santo Antônio dos Brotos".

   Nesta terça-feira será encerrada a festa na Capela de Santo Antonio e Nossa Senhora de La Salette, no distrito de Jaguarembé, em Itaocara. Haverá missa e procissão em louvor ao padroeiro às 19h. Às 22h tem o sorteio de prêmios.



   Em Santo Antônio de Pádua a missa e procissão do padroeiro será realizada às 19h. A festa segue com o show com o Ministério de Adoração, às 20h30. Na quarta-feira (14) haverá missa às 19h, apresentação de Twister Dance às 20h30 e apresentação do Auto da Compadecida às 21h30. A festa do padroeiro em Pádua só se encerra na quinta-feira (15), dia de Corpus Christi, com procissão após missa campal às 18h e sorteios de prêmios depois das 20h30.

   Ainda em Pádua, no bairro Parque das Águas, a Igreja Matriz de Santo Antônio de Pádua e Nossa Senhora do Rosário de Fátima também celebra a data. Hoje pela manhã houve distribuição dos pães de Santo Antônio. Já à noite tem a missa às 18h e logo após procissão luminosa.

Vida do santo

   Nascido no ano de 1195 em Lisboa, atual capital portuguesa, Santo Antônio foi um frade franciscano cujo seu nome de batismo era Fernando Bulhões. Ele morreu com apenas 39 anos na cidade italiana de Pádua, onde se dedicou a pregação da palavra de Cristo.

   Segundo a tradição católica, na Itália uma moça de família pobre desejava se casar com festa. A moça teria se ajoelhado e pedido ajuda a Santo Antônio, com quem tinha forte devoção. Milagrosamente um bilhete lhe foi entregue para que procurasse um comerciante de Nápoles, que a pagaria em prata equivalente ao peso do papel, insignificante. Porém, o comerciante se lembrou de uma promessa feita também a Santo Antônio e deu à jovem 400 escudos de prata. Com a prata, a moça pôde se casar e Santo Antônio ficou conhecido como "Santo Casamenteiro".

Compartilhe

Notícias Relacionadas

Próxima
« Seguinte
Anterior
Anterior »

Itaocara em Foco