Dragagem do Córrego Santo Antônio chega ao Loteamento Ambal

Seis meses após grande enchente, córrego recebe obra para limpeza da margem e desassoreamento do leito
Secretário Batista acompanha trabalho no córrego entre o Fugista e Adolvani (Foto: Divulgação/ Sec. Agricultura)
    O Programa Limpa Rio, executado pelo Instituto Estadual do Ambiental (Inea) em parceria com a Prefeitura de Itaocara e Secretaria de Estado do Meio Ambiente, tem dado continuidade à obra de dragagem do Córrego Santo Antônio. O córrego é o primeiro a receber o serviço no município.

   Nesta semana, os trabalhos já se aproximam do Loteamento Ambal. O leito do córrego já foi dragado nos bairros Adolvani e parte do Fuguista. Segundo o Secretário de Agricultura de Itaocara, Batista Bittencurt, a previsão é de que nas próximas duas semanas o trabalho de dragagem chegue até a entrada do Caeté.

   Há seis meses as localidades foram atingidas pela pior enchente do Córrego Santo Antônio dos últimos 34 anos. 708 pessoas ficaram desalojadas, segundo o balanço da Defesa Civil Municipal. A água chegou a quase 1,8m de altura em alguns pontos e invadiu 236 residências.  

   No mês passado o Folha Itaocarense mostrou o drama de moradores do Fuguista. Alguns ainda tentam recomeçar e a maioria teme uma nova enchente. Os moradores apontaram que a intensidade da cheia e as perdas materiais poderiam ser menores caso o córrego não estivesse assoreado. Em 2015 o mesmo córrego havia passado por obra de alargamento das margens no trecho próximo ao Ambal. Em dias de chuva forte o córrego transbordava e alagava a estrada.

   Após o trabalho de desassoreamento do córrego, outros cursos d'água no município também passarão por dragagem. De acordo com Batista, o Córrego da Conceição e o Córrego da Onça no distrito de Jaguarembé, e o Ribeirão das Areias nos distritos de Laranjais e em Batatal também serão desassoreados. Em 2016 o Ribeirão das Areias também transbordou em Laranjais desalojando vinte e cinco famílias no Engenho Central.

  A previsão da Secretaria de Agricultura é de que todos os córregos e o ribeirão sejam desassoreados até a segunda quinzena de agosto, antes do início do período de chuvas.

   Agora nos bairros que já foram atendidos, o maquinário da Secretaria de Obras retira o excesso de terra, que servirá para nivelar alguns terrenos da prefeitura. Ainda segundo Batista, a intenção é refazer posteriormente a mata ciliar dos cursos d'água. 

Veja também:

Compartilhe

Notícias Relacionadas

Próxima
« Seguinte
Anterior
Anterior »

Itaocara em Foco