Vítima de atropelamento, morador de Funil precisa de ajuda para custear cirurgia

Cirurgia está orçada em R$ 38 mil. Para piorar, Enilson dos Santos, 40 anos, não consegue manter os filhos e o tratamento com o que recebe
(Foto: Arquivo Pessoal/ Aryane O. Couto)
   Vítima de um grave acidente mudou a vida de Enilson dos Santos, de 40 anos, morador de Funil, distrito de Cambuci. Quase três anos após o acidente, ele ainda corre risco de contrair infecção por conta das fraturas sofridas na região do quadril. Sendo assim, além do acidente, Enilson também é mais uma vítima do descaso com o ser humano.

   O acidente ocorreu em 04 de setembro de 2014, uma quinta-feira. "Estava voltando de Cambuci e havia uma obra na estrada. Os funcionários da firma pediram que eu parasse e obedeci, quando foi dado a autorização para que passasse pelo trecho a máquina patrol acabou dando ré e me atropelou. Fiquei preso por duas horas esperando socorro." contou Enilson.

   Quase três anos se passaram e até hoje a empresa não foi responsabilizada pelo o caso. O poder público também "fechou os olhos" para a situação. Para piorar, Enilson precisa de uma cirurgia orçada em R$ 38 mil que minimizará o sofrimento e acabar com os riscos de infecções.

   Hoje ele anda com muita dificuldade e sente dores, não tem bexiga e por isso usa sonda e um recipiente para acumular a urina. Ele recebe hoje apenas um salário mínimo, usado para sustentar os filhos, de oito e treze anos e pagar o aluguel da casa. Embora receba uma cesta básica, a família Enilson enfrenta necessidades. Os remédios de Enilson são caros.

   Sendo assim, além do dinheiro para cirurgia, a família de Enilson precisa materiais básicos, como roupas e produtos de higiene. Para doações em dinheiro, uma conta poupança foi disponibilizada no Banco Bradesco em seu nome: Enilson dos Santos. O número da agência é 6758 e o número da conta poupança é 1000334-2.

Compartilhe

Notícias Relacionadas

Próxima
« Seguinte
Anterior
Anterior »

Itaocara em Foco