Homem é suspeito de aterrar margem do Rio Paraíba do Sul, em Três Irmãos

Polícia Ambiental constatou a atividade sem licenciamento e que esbarra na Lei de Proteção das APP
(Fotos: 3ª UPAm/ Divulgação)
   Um homem de 74 anos foi conduzido para 142ª Delegacia Legal de Cambuci após agentes da 3ª Unidade de Polícia Ambiental (UPAm) do Desengano terem constatado um aterro às margens do Rio Paraíba do Sul no distrito de Três Irmãos, em Cambuci. O flagrante foi feito na manhã deste domingo (16) após uma denúncia anônima.

    Segundo fontes ouvidas pela Folha Itaocarense, a propriedade situada na Rua Coronel João de Aguiar já abrigou um antigo porto fluvial para pequenas embarcações. O terreno pertence hoje a um morador do distrito. Na propriedade, os agentes da Polícia Ambiental  verificaram que o terreno, com área de  70 metros m² e às margens do rio, estava recebendo aterro. Três caminhões de terra teriam sido despejados no local. 

   À 3ª UPAm, o morador informou que não tinha autorização para a obra, o que infringe o Artigo 60º da Lei 9.605/98. Além da falta de documentação, outro problema era a localização do terreno, em área considerada de preservação permanente, conforme a Lei 12.651/12.

   O suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Cambuci, que ouviu o morador e registrou o caso. A Polícia Civil também determinou que a propriedade fosse periciada. O suspeito foi liberado após ter prestado depoimento, mas foi autuado pelos crimes ao meio ambiente.

   A 3ª UPAm sempre lembra que a população pode ajudar a combater crimes ambientais denunciando à Polícia Ambiental. O telefone do Disk Denúncia da unidade é (22) 2561-3228.

Compartilhe

Notícias Relacionadas

Próxima
« Seguinte
Anterior
Anterior »

Itaocara em Foco